Livro: Ódio, Amizade, Namoro, Amor, Casamento – Alice Munro

Ódio, Amizade, Namoro, Amor, Casamento, de Alice Munro, foi publicado originalmente em 2001. O livro é uma coletânea de contos que fala sobre tipos de amor; não do amor romântico, o que seria reduzi-lo, mas do amor em suas diversas realidades e sensações.

A coletânea engloba nove contos: Ódio, Amizade, Namoro, Amor, Casamento; Ponte Flutuante; Mobília da Família; Conforto; Urtiga; Coluna e Viga; O Que é Lembrado; Queenie; e O Urso Atravessou a Montanha. Sendo os meus preferidos: o que dá título ao livro, Conforto e O Urso Atravessou a Montanha.

Os contos apresentam histórias comuns. Histórias como a minha ou a sua vida. Histórias às vezes simples, às vezes complexas, às vezes alegres. Histórias de mulheres e homens, alguns com conjugues e filhos. Histórias com doenças e mortes a espreita. São histórias feitas de fatias da vida, em que as visões do amor, do ato individual de amar, são o centro da narrativa.

O surpreendente nesta coletânea é como a autora canadense soube criar toda a substância de variadas situações psicológicas e próprias para cada personagem. Conseguir esta construção complexa em poucas páginas é de se admirar. Em todos os contos temos indivíduos complexos e críveis nas suas percepções e nos seus conflitos. Com o tema central, Munro tece narrativas que poderiam ser facilmente consideradas mundanas, mas que apresentam a particularidade de uma “alma” poderosa. É um texto que conversa com aquele que o lê; que torna o embate da ficção uma questão interna.

Notam-se alguns padrões na estrutura dos contos: 1ª Focam em determinados eventos do passado, ou seja, a memória tem importante papel; 2ª Esses eventos anteriores mesclados com o presente, que envolvem as personagens em conflitos internos, criam uma sensação de suspense na trama; 3ª Outro padrão é a quantidade de páginas. Com exceção do primeiro conto, que é maior, os demais apresentam em torno trinta e poucas páginas; e 4ª Por fim, oito dos nove contos apresentam mulheres como protagonistas.

Este é o primeiro livro que leio de Alice Munro, agraciada com o Prêmio Nobel de Literatura em 2013, e gostei bastante do que li. Ela tem algo na sua escrita e na sua estrutura narrativa que atinge o leitor por dentro. É como se os conflitos dos narradores-personagens fossem emprestados para nosso interior; como se essas dores e incertezas fizessem também parte do observador, ou seja, do leitor.

Com seu estilo de escrita denso, trabalhado e incisivo, Alice Munro trás nessa coletânea de contos, intitulada Ódio, Amizade, Namoro, Amor, Casamento, narrativas agridoces onde o destino pesa fortemente sobre os ombros de todos os seus personagens e causando um estranho desconforto sobre nós.

.

Título: Ódio, Amizade, Namoro, Amor, Casamento
Título original: Hateship, Friendship, Courtship, Loveship, Marriage
Autora: Alice Munro
Tradução: Cássio de Arantes Leite
Editora: Folha de S.Paulo
Páginas: 340
Ano: 2016

.

A leitura de Ódio, Amizade, Namoro, Amor, Casamento, de Alice Munro, faz parte do projeto [TBR Book Jar Nomes da Literatura]. Para acompanhar os demais títulos do projeto recomendo que verifique esta publicação.