Livro: Acad – Memórias – Tiago Pavlichenko

acad-memorias-tiago-pavlichenkoPublicado de forma independente neste ano, Acad – Memórias, de Tiago Pavlichenko, é o primeiro livro de uma série que narra os dias finais de uma civilização e a luta desesperada pela sobrevivência dos povos de Acad. Uma chuva que não cessa de cair, inexplicável e trágica, é a alavanca que dá início a uma sucessão de eventos.

Além dos elementos familiares da alta fantasia, Acad – Memórias trás um teor politico de esquerda com uma forte influência Marxista. Ou seja, a narrativa desse mundo com elfos, anões, orcs, dragões, vampiros e outras curiosas criaturas criadas pelo autor, como os Vathany e Laraxes, são mescladas ao elemento teórico do marxismo. Conexão esta que torna o desenvolvimento da narrativa mais crítica e certamente incomum ao gênero literário Fantasia.

Em relação aos eventos de Acad – Memórias, eles são inúmeros. É uma leitura realmente frenética pela quantidade de fatos. Admito minha dificuldade em acompanhar vários deles. Entretanto a intensão do autor foi justamente essa, de mergulhar seus leitores numa sucessão de acontecimentos que englobam um conjunto de tragédias, guerras e pragas. Achei esta visão interessante, pois em tempos conturbados como o nosso é justamente a sensação que temos dos fatos.

Há também uma grande quantidade de personagens (*de nomes difíceis de decorar, hahaha*). Por haver muitos, e neste volume temos uma visão geral de todos eles, acabei não me apegando a nenhum em particular. No entanto, houve raças que simpatizei e uma que me deixou espantada pela sua semelhança com os opressores da nossa realidade.

As raças que mais me agradaram foram a dos elfos negros e dos orcs. Na descrição dos elfos negros eles têm realmente a pele negra, não aquela azulada que normalmente aparece, e apresentam traços fortes. Assim como os povos negros de nossa história, eles também carregam consigo cicatrizes de seus tormentos. Já os orcs, achei a construção social desta raça a mais singular, pois baseia-se em sociedades da nossa realidade que tinham feito uma revolução, se libertaram das amarras da opressão, estavam tentando criar uma sociedade, mas voltaram ao estado anterior devido ao massacre perpetrado por potências. Um bom exemplo de comparação da realidade dos orcs com a nossa, é a história do povo do Haiti. Por outro lado a raça dos elfos brancos é a mais detestável, pois eles são uma alegoria aos capitalistas que transformam as outras classes em escravos de suas vontades.

Eles desejavam restabelecer seu poder perdido e voltar a torturar os homens. De “tripalium” eles chamavam esta tortura. Uma vida gasta, suor e sangue, para enriquecer a outro. A isso o velho mundo chamava de “liberdade”. (p. 221-222)

Importante destacar a grande quantidade de personagens femininas principais e secundárias. Elas estão espalhadas pelas raças de Acad. Vale salientar também que nas descrições dessas mulheres, o autor não inclui adjetivos que enaltecem o físico delas. Muito pelo contrário, elas são descritas por seus atributos reais, como inteligência, força, influência, etc. Um detalhe que sem dúvida adorei, pois nós mulheres somos lembradas predominantemente por nossa beleza ou a falta dela, principalmente nos livros e filmes de fantasia, onde as personagens femininas praticamente são escassas, e quando há normalmente são sexualizadas.

Quanto à escrita de Tiago Pavlichenko, ele nos oferece ao mesmo tempo um requintado e fluido estilo em união a um linguajar medieval. Durante toda a leitura, parece que estamos a ler escrituras antigas, mas numa linguagem espontânea facilmente agradável de ler. O autor teve a intenção de ambientar realmente o leitor a essa realidade peculiar de Acad.

Acad – Memórias, de Tiago Pavlichenko, trás uma nova visão ao gênero de fantasia onde os leitores encontrarão conhecidas criaturas lendárias e outras de criação própria do autor, muito bem mescladas com análises socioeconômica das relações de classes e conflitos sociais.

Quem tiver interesse de adquirir Acad – Memórias, de Tiago Pavlichenko, por favor, acesse o link para comprar o livro físico ou o eBook.

Para acompanhar as atualizações do autor, seja no quesito literatura ou outros assuntos nerd, principalmente games antigos, recomendo que confiram seu blog memoriasdeacad.wordpress.com e o canal Tiago Pavlichenko.

.

Título: Acad – Memórias
Autor: Tiago Pavlichenko
Editora: Independente
Páginas: 485
Ano: 2016

Anúncios

2 respostas em “Livro: Acad – Memórias – Tiago Pavlichenko

  1. Adorei o post (obviamente). Procurei deixar a obra o mais dinâmica possível, com elementos novos e velhos do gênero de fantasia. Fugi dos clichês, refinei ao máximo. Escrever este livro foi uma prazer, me diverti muito ao escrevê-lo e espero que quem o ler também goste.

    • Fico muito feliz que tenha gostado (^_^). Acredito que você conseguiu fugir com maestria dos clichês. Quando há algum, no caso da Norial (vampira criança), você inova. Então, meus parabéns pelo trabalho! ❤ Ficou sensacional! Beijos! ;*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s