Livro: A Noiva Fantasma – Yangsze Choo

A Noiva Fantasma - Yangsze ChooA Noiva Fantasma, publicado originalmente em 2013, é o romance de estreia da escritora descendente de malaios, Yangsze Choo. A leitura deste livro foi realizada com uma querida amiga no mês de setembro de 2015.

A narrativa de A Noiva Fantasma se passa em 1893, quando a jovem Li Lan, que é órfã de mãe, recebe uma proposta um tanto bizarra: casar-se com o filho morto da família mais rica e influente de Malaia. A trama é dividida em quatro partes (Malaia – 1893, O Além, A Planície dos Mortos e Malaca) e passamos a conhecer as tradições do plano dos vivos, bem como o mundo dos mortos.

A premissa curiosa, desse costume de casar homens com mais de 12 anos que faleceram solteiros com uma cadáver para afastar os infortúnios e apaziguar o espírito, e que em outros casos com uma pessoa viva para realizar a vontade do falecido ou para conceder o status de esposa a uma amante ou concubina que tenha gerado um herdeiro, que, dependendo da região, perdeu força com o passar do tempo, foi o que me levou a ter interesse na obra.

A Noiva Fantasma trás referências da cultura da Península Malaia (hoje Malásia), descrevendo tradições religiosas, a influência externa, os preparativos fúnebres, as oferendas endereçada aos mortos, o plano espiritual, as criaturas sobrenaturais. Enfim, uma visão geral da crença daquela sociedade.

Esse caldo de cultura é interessante e foram os elementos que prenderam minha atenção. Legal saber superficialmente sobre os costumes e crenças religiosas do final do século XIX da Malásia. Por outro lado, não consegui sentir nenhuma simpatia pelas personagens já que todas são planas e padronizadas – bela heroína boa moça, senhora exigente bondosa, mochinho charmoso, bad boy de bom coração, vilões arrogantes ou trambiqueiros, entre outros – que não evoluem e que consequentemente trazem contextos previsíveis.

A escrita simples de Yangsze Choo flui muito bem. No entanto, achei moderna para uma narrativa que se passa em 1893. Não sei se a razão disso é por ser um romance juvenil, mas creio que pecou nesse sentido. Sobre o desfecho, passa a impressão de que foi algo feito de qualquer forma. Li Lan poderia ter um fim mais empolgante.

Destaque para seção Notas que dá um panorama de vários elementos utilizados na narrativa do romance: Casamentos Fantasma, Noções Chinesas Sobre o Além, Malaia, Chineses Nascidos nos Estreitos, Dialetos Chineses, Nomes Chineses e Significados dos Nomes. Incluo também o trabalho gráfico da DarkSide que ficou, mais um vez, incrível! Na minha opinião, a edição mais bonita do catálogo.

Achei fofo, mas não entendi a relação de incluírem o passo a passo do origami do Tsuru. Pelo que sei é um símbolo que faz parte da cultura japonesa e que tem o significado de boa sorte e de realizar desejos, e igualmente lembrado pela triste história da pequena Sadako, de Hiroshima. Será que a editora incluiu por também ser associado às orações e oferecido nos templos para pedir proteção?! Mas na Península da Malásia existe esse costume com o Tsuru?

A Noiva Fantasma, de Yangsze Choo, não traz uma narrativa profunda e tem lá seus problemas de clichês não tão bem desenvolvidos e em alguns momentos enfadonhos, mas é um romance de fantasia criativo, divertido e de leitura agradável.

.

Título: A Noiva Fantasma
Título original: The Ghost Bride
Autora: Yangsze Choo
Tradução: Leandro Durazzo
Editora: DarkSide
Páginas: 360
Ano: 2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s