Mangá: Thermæ Romæ – Mari Yamazaki

Thermae Romae - Mari YamazakiThermæ Romæ, de Mari Yamazaki, é um mangá seinen de humor com fundo histórico, lançado no Japão pela Enterbrain em 2009 com total de 6 volumes e ganhador dos prêmios Manga Taisho e o Tezuka Osamu Bunkashō em 2010.

Com grande sucesso também fora de seu país de origem, no Brasil a editora JBC publicou Thermæ Romæ em edições mais simpáticas e com orelhas *\o/*. A única mancada da JBC foi dizer que tem uma página colorida sendo que na verdade é somente uma reprodução da imagem da capa. Só no segundo volume que apresenta realmente páginas coloridas.

Nota-se que a mangaká tem bastante interesse na cultura em geral. Ela já viajou a vários países da Europa e Oriente Médio, estudou artes em Florença, já morou em Portugal, na Itália e, hoje, reside em Chicago. Mas sua grande paixão é pela Roma Antiga e a tradição do banho. A união desses dois amores foi à ideia inicial para seu título de maior sucesso.

Thermæ Romæ nos leva ao tempo do Império Romano, no ano de 128 d.C, governado pelo Imperador Adriano. Lucius Quintus Modestus *adorei o nome do protagonista* um arquiteto especializado em casas de banho, não está inspirado para criar diferentes projetos e acaba sendo dispensado pelo contratante. Chateado, Lucius é convidado por seu amigo Marcus para relaxar numa casa de banho típica romana. Querendo um pouco de silêncio, Modestus submerge e acaba sendo literalmente sugado para um buraco, e quando ele emerge da água, é encontrado… Numa casa de banho japonesa do ano de 2009.

Lucius fica cabreiro e curioso com os achados engenhoso dos “caras achatadas”. Como o grande e potente Império Romano está tão afastado da tecnologia avançada, útil e saborosa desse povo? Sendo o bom cidadão romano que é, ele acaba se inspirando no banho japonês e de tudo que é referente a essa prática. Mas também chega a hora que o arquiteto romano compartilha da sua cultura do banho com os japoneses. É uma troca genuína desse amor comum!

Ao final de cada capítulo, Mari nos esbalda de detalhes sobre Roma e da tradição do banho, e nos oferece muitas anedotas pessoais. São informações que enriquecem a obra. Aprendi bastante sobre os banhos japonês e o romano da época do império (^_^). Foi prazeroso viajar de forma tão divertida por essas culturas e tradições.

Eu não tinha dúvida que Thermæ Romæ seria engraçado. Aliás, é hilário! Eu me diverti horrores em todos os capítulos e ria sozinha das situações nonsense. Como aquele que Lucius se surpreende com a privada japonesa cheia de engenhocas e imaginava quantos escravos seriam necessários para realizar tais funções *me acabei! Acho que ficaria igualmente surpresa com tanta tecnologia.*. O capítulo do amuleto tradicional romano em formato de pênis, de certa forma é semelhante ao Kanamara Matsuri, ou Festival do Falo de Aço, que é um festival xintoísta em homenagem a fertilidade. A paixão avassaladora da égua Hanako e como ela enxerga o romano que a tratou tão bem *muito comédia!*. A perseguição de Biga. Os trejeitos sérios de Modestus e sua modéstia, rs. Além disso, adoro as capas de Thermæ Romæ! São incrivelmente criativas e bem humoradas.

Thermae Romae - Mari Yamazaki_Vol.02_06

A leitura de Thermæ Romæ é prazerosa do começo ao fim. A comédia prevalece, mas o fundo político e histórico dão gancho para situações mais variadas e que instiga a curiosidade. É admirável a destreza de Mari Yamazaki em explorar diferentes tons e como essa capacidade torna a narrativa do mangá com sequências interessantes. Em alguns momentos pode parecer um pouco clichê, mas esses elementos são muito bem explorados. Convenhamos, clichê não é sinônimo de falta de qualidade (^_~). Sobre o traço fino e realista da autora achei sensacional!

[Spoiler] O final de Thermæ Romæ foi suficiente para não decepcionar. É previsível? É! Tem grande suspense? Não! Mas foi aceitável. Claro que gostaria de ver um final feliz para Lucius e Satsuki. Por outro lado, achei poético o momento final de Adriano. Agora o que me deixou um pouco frustrada foi não conseguir dizer adeus à maioria das personagens secundárias *Hanako ♥*. Na ultima conversa da autora com seus leitores, ela brinca com a conclusão do mangá e reproduz as perguntas que provavelmente ecoaram nas nossas cabeças. Mari disse que dará um fim digno a essas personagens no tempo certo e nos pediu paciência. Bem, só resta aguardar o spin-off de Thermæ Romæ. Enfim, uma coisa é certa, Yamazaki se esforçou para nos dar uma conclusão satisfatória. [/Spoiler]

Thermae Romae_Hanako

♥ Hanako ♥

O sucesso de Thermæ Romæ é compreensível e merecidíssimo! Mari Yamazaki mostra sua excelente capacidade em direcionar sua narrativa em torno de muitas trilhas, todas bem desenvolvidas e sem perder o humor em nenhum momento. Simplesmente excelente! Com muito humor Thermæ Romæ define o choque de civilizações e do tempo através de uma tradição comum: a arte do banho e o cuidado do corpo.

Espero o dia que eu possa ter o privilégio de relaxar numa terma natural do Japão, entregue por completo as águas aquecidas, quem nem os adoráveis Macaca Fuscata.

Título: Thermæ Romæ
Título original: Thermæ Romæ, テルマエ・ロマエ
Autora: Mari Yamazaki
Editora: JBC
Número de volumes: 6 volumes
Ano: 2013 ~ 2014

.

  • Adaptações:

Thermæ Romæ – Anime:

Thermae Romae_Anime

O anime em flash de Thermæ Romæ é de janeiro de 2012, produzido pelo estúdio DLE com direção de Azuma Tani, com total de 6 episódios. O flash pode incomodar alguns telespectadores, mas achei a ideia excelente e acredito que casou bem com a doideira que é a série. Se o mangá já é nonsense, o anime é uma maluquice ao quadrado. O destaque fica por conta da trilha sonora clássica e imponente que ajuda dramatizar a narrativa. E que italiano estereotipado foi aquele? HAUHAUHAUHAU! Só lamento a pouca quantidade de episódio *snif! snif!*.

Thermæ Romæ – Filme:

Thermae Romae_Filme_01

A adaptação cinematográfica de Thermæ Romæ foi dirigida por Hideki Takeuchi e lançado no Japão em 28 de abril de 2012, tendo escalado o Abe Hiroshi para o papel de Lucius. Quem assistiu ao anime anteriormente vai perceber que no primeiro episódio os senhores japoneses brincam com Lucius dizendo que ele se parece com o ator Hiroshi Abe (>_<). O longa tem a essência do mangá, mas caminha por outras trilhas. Mesmo preferindo o mangá, gostei do resultado e me acabei de rir. Estou curiosa para assistir a sequência que estreou no Japão (obvio) em 26 de abril de 2014.

Anúncios

3 respostas em “Mangá: Thermæ Romæ – Mari Yamazaki

  1. Lulu, eu não fazia ideia de que existia esse tipo de mangá… o.O
    Parece ser muito engraçado! Eu sempre tive curiosidade de saber como funcionavam esses banhos (e porque eles acabaram).
    Beijo!

    • Eduarda, existe muita diversidade nos mangás (^_^).
      Thermae Romae é hilário! Agradará tanto veteranos, como novatos. O mangá apresenta várias curiosidades que te instiga a pesquisar. “Aprenda enquanto se diverte” é uma frase que cai muito bem com Thermae Romae (^_~).
      Beijos!

  2. Pingback: Os 10 melhores de 2014 | Lulunettes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s