Mangá: Trèfle [Clover] – CLAMP

Trèfle (Clover) – CLAMPProduzido pelo grupo CLAMP, Clover é um shoujo publicado no Japão na revista Amie, da Kodansha, entre 1997 e 1999 com total de 4 tankobon. Infelizmente este é mais um título inacabado do grupo.

Em comemoração aos 20 anos do CLAMP, uma editora francesa relançou o mangá em uma edição dupla compilando em um único volume dois tankobon da série, totalizando dois tomes. O único porém da edição é que ela não indica os volumes.

Trèfle se passa em um ambiente cyberpunk. Uma misteriosa organização caça crianças com dons excepcionais. Ao achá-las, pesquisam o nível de poder e as marcam com um símbolo de um trevo de um, de dois, de três ou de quatro folhas. As mais poderosas são isoladas do mundo e vivem solitárias em suas gaiolas.

No primeiro volume (vol. 1 e 2 da série original) conta a história de Suh, a única Clover 4, e sua jornada com Kazuhiko Ryu F., o ex-comandante do serviço secreto. Ryu foi convocado pela organização para acompanhar Suh ao seu destino e protegê-la de um possível rapto, já que a melancólica garota é uma peça valiosa. Aos poucos entendemos os sentimentos da jovem trevo e a razão de Kazuhiko ter sido o encarregado da tarefa.

Graças ao segundo volume (vol. 3 e 4 da série original) temos uma melhor compreensão da operação anterior. Nesta parte revela acontecimentos do passado. Suh passa a acompanhar a história da cantora e Clover 1: Oluha, que tem como único dom prever o dia de sua própria morte. E do mentalmente instável “A” e de seu irmão “C”, os gêmeos Clover 3. A visão abrangente presente neste tome é essencial para entender todas as sutilezas do volume anterior.

Clover_Mangá

Se Clover fosse somente focado em Suh teria achando o mangá curioso, mas com a apresentação dos outros trevos dá à narrativa mais forma. É sempre interessante se aprofundar um pouco mais nas personagens, principalmente naquelas que você simpatizou (no meu caso foi Oluha).

Ler Trèfle é entrar em um mundo incompreensível. Até onde foi publicado as autoras não gastaram muito tempo com os conflitos do mundo, mas na experiência dos trevos. Um detalhe interessante é a música como narradora, ela constrói a narrativa com sua melodia e tudo está coberto por estas palavras que terão aos poucos sua importância revelada. O enquadramento gráfico encontra-se fora do padrão, aqui os desenhos estão livres, seguindo o forte desejo dos Clovers aprisionados. Achei essa irregularidade ousada e deu um tom impar que combinou com o ambiente proposto. Já as personagens são elegantes e bem trabalhadas, é um prazer perceber cada detalhe, a beleza dos gestos, o resultado é absolutamente deslumbrante.

As mangakás criaram um mundo singular cheio de poesia, de gráficos dinâmicos e character design maravilhosos. Pena que Clover não foi concluído (T_T), pois estava ficando mais interessante.

Título: Trèfle • Clover
Título original: Kurōbā, クローバー
Autoras: CLAMP
Editora: Pika
Número de volumes: 2 volumes
Ano: 2009

.

  • Adaptação:

Clover_Anime

O especial ao estilo musical de 6’30’’ foi lançado em 1999 pelo estúdio Madhouse com direção de Kitaro Kosaka (que também trabalha como supervisor de animação para o Studio Ghibli). A animação é muito bonita e de qualidade. Embalado por uma melodia suave, em poucos minutos o especial resume o objetivo de Suh. Ou seja, só dá para ter uma compreensão melhor do anime quem leu o mangá.

Anúncios

6 respostas em “Mangá: Trèfle [Clover] – CLAMP

  1. Cada hora mais eu descubro que esse mundo dos mangás é tão mais diversificado do que minha mente rasa imagina 🙂
    Já até dando vontade de ler, não tenho muito costume de ler quadrinhos e menos ainda mangá, estou aprendendo com os blogs literários a me encontrar com esses estilos 🙂
    bjos

    • Mangás é um universo com diversidade para qualquer idade e gosto. Infelizmente no Brasil não temos variedade.
      Se quiser indicação, recomendo Solanin, do Inio Asano, lançado pela L&PM em 2 volumes. Tanto para aqueles que têm ou não têm o costume de ler mangás, é difícil não gostar da narrativa de Solanin. Adianto, deixe uma caixinha de lenços ao alcance das mãos.
      Beijos, Melissa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s