Quadrinho: Umbigo Sem Fundo – Dash Shaw

Umbigo Sem Fundo - Dash Shaw“Todas as famílias felizes se parecem, cada família infeliz é infeliz à sua maneira.” – Liev Tolstói

Umbigo Sem Fundo começa com essa citação sempre atual de Tolstói, retirada do clássico “Anna Kariênina”. A frase combina bem com a narrativa banal da família Loony, seja ela ficcional ou real.

Convidados por seus pais para uma reunião de família, Dennis, Claire e Peter se reencontram. Todos os irmãos saíram da casa dos pais há alguns anos. Dennis, o mais velho, tem esposa e filho. Claire é mãe solteira desde seu rompimento com o pai de Jill. E Peter, o caçula, continua sendo o ‘estranho no ninho’ (e único personagem com um rosto de sapo).

A tal reunião na casa de praia de Maggie e David seria para informar aos filhos que: após 40 anos de casamento, o casal decidiu se divorciar. A notícia afeta cada membro da família de maneira diferente.

Umbigo Sem Fundo (página)

Umbigo Sem Fundo explora o choque que dispara um evento familiar, concentrando vários tipos de sentimentos. Ao longo da narrativa, o drama familiar dos Loony vai tomando proporções e um novo rumo. Os parentes, antes distantes, começam a apoiar uns aos outros. A cumplicidade antes inexistente se mostra presente diante do evento.

Dash Shaw dominou com maestria o desenho, a narrativa e as personagens. De traço animado, os cenários têm igual direito de expressão que os diálogos. A trama tem um ritmo lento, bem trabalhado e um desenrolar impressionantemente simples, mas tocante. Já as personagens têm uma psicologia profunda. Esse conjunto é tão despretensioso que torna Umbigo surpreendente.

O quadrinho, produzido entre 2005 e 2007 e lançado em 2008, é dividido em três partes e o autor recomenda dar um intervalo entre elas. Segui a sugestão, li em três dias. Achei boa a dica do Dash, porque o simples traço chega a ser tão vivo que sonhei com esse ambiente. Bizarro, né?! A experiência de emergir literalmente (?) na história foi interessante e de certa forma nostálgica, já que tive igual experiência com outro título.

De tom agridoce, Umbigo Sem Fundo expõe de forma minuciosa o ambiente intimo de cada indivíduo no ciclo familiar, permitindo a nós empatia e identificação. Dash nos convida a ler entre os quadros, a ler entre as pessoas, e eu fechei esse quadrinho com uma agradável sensação.

.

Título: Umbigo Sem Fundo
Título original: Bottomless Belly Button
Autor: Dash Shaw
Tradução: Érico Assis
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 720
Ano: 2009

Anúncios

3 respostas em “Quadrinho: Umbigo Sem Fundo – Dash Shaw

  1. Lulu, “Umbigo sem fundo” está na minha lista de compra, juntamente com “Fun Home”. Achei interessante ele pedir que o leitor desse um espaço entre a leitura, eu que não entendo o conceito de “ler em uma sentada”, sempre preciso de “tempos” entre a leitura. É como se tivesse necessidade de ficar com o livro por mais tempo, me agarrar aos dramas.
    beijo grande,

    • Maira, eu também não tenho o costume de “ler em uma sentada”, preciso de tempo. Sinto que a leitura rende no meu ritmo de degustação (>_<). Achei ótima a dica do Dash Shaw, acredito que ele quer direcionar nossa atenção nos detalhes da narrativa.
      Estou curiosa para ler ‘Fun Home’. Tenho o primeiro volume (“Fun Home – Uma Tragicomédia em Família”), só falta “Você É Minha Mãe?”.
      Grande beijo!

  2. Pingback: Os 10 melhores de 2013 | Lulunettes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s