Livro: Psicose – Robert Bloch

Psicose – Robert BlochLançado em 1959, Psicose é o romance de horror mais conhecido do conceituado escritor norte-americano Robert Bloch. Até um tempo atrás, não sabia que o clássico de Alfred Hitchcock fosse uma adaptação de um livro. Graças ao sucesso do atual seriado Bates Motel a obra de Bloch foi relançada no Brasil depois de 49 anos.

Marion Crane rouba uma grande quantia e foge ao encontro de seu noivo. Ao viajar durante horas e perdida, ela passa a noite em um motel isolado. Norman Bates, o proprietário, a convida para jantar no casarão que divide com sua velha mãe doente. Depois de uma discussão, a jovem volta ao seu quarto e decidi tomar um merecido banho… Este é o golpe do romance que muda abruptamente a história.

Manipulado por Bloch, o leitor de repente está em um ambiente sombrio e cheio de sussurros. A carnificina fica em segundo plano, a atenção é focada na neurose de Norman Bates, como das outras personagens que complementam o ambiente de Psicose. Nesta obra, você mergulha no quarto escuro da mente humana.

A narrativa pode parecer simples, mas Psicose é meticulosamente detalhado, especialmente as reações e os diálogos. A escrita fluida e direta do autor dá um ritmo de tensão crescente. Mesmo eu conhecendo a história por alto, ler o texto original tem sido uma grande surpresa e me permitiu conhecer os pensamentos mais íntimos e perturbados de Norman e da Mãe, as questões pessoais de Marion, como também a neurose de Sam Loomis e Lila Crane.

.

Título: Psicose
Título original: Psycho
Autor: Robert Bloch
Tradução: Anabela Paiva
Editora: Darkside Books
Páginas: 240
Ano: 2013

.

  • Adaptações:

Psycho - Alfred Hitchcock

Psicose (1960): O enredo do filme segue bem a narrativa da obra literária e é capaz de mostrar as qualidades do livro, mas Hitchcock deu um toque pessoal e incluiu cenas e diálogos complementares, além de pôr um Norman fisicamente diferente da personagem do romance. Falando nele, Anthony Perkins é sem dúvida o destaque e a melhor atuação, já que ele é o único que não exagera e age com impressionante naturalidade. Além disso, a ótima trilha sonora, composta por Bernard Herrmann, é um dos principais elementos que dá tensão as cenas.

Bates Motel

Bates Motel (2013): Por recomendação de uma amiga *valeu, R.!*, assisti em um final de semana (episódio atrás de episódio) a série Bates Motel, que tem referência à origem de Norman Bates, a personagem do livro / filme Psicose, especificamente o ‘Norman’ do cineasta Hitchcock. Freddie Highmore (*_*) como Norman ficou incrível! Ele estudou cada trejeito do Anthony Perkins. O riso, o andar e o sorriso nervoso entre as frases, são impecáveis. Já Vera Farmiga, a Mãe, está igualmente excelente! Ela tem olhar muito expressivo, forte e dominador. No geral, a série é fantástica, viciante e redonda. Tudo bem se não houvesse uma sequência, mas não posso negar que fiquei feliz com a confirmação da 2ª temporada.

Anúncios

10 respostas em “Livro: Psicose – Robert Bloch

  1. Ai, meu Deus!!! Que emoção ver esse livro aqui! O meu ainda não peguei para ler, mas fico muito feliz em saber que o livro mantém a tensão e parece não fugir do que me acostumei a ver nas telas. Já botei na minha lista de leituras de 2014!!!
    bjo

    • Adorei sua empolgação! (^_^) Michelle, o filme é bastante fiel ao livro (com algumas pequenas diferenças), mas mantém a tensão característica do longa. Na verdade Hitchcock que conseguiu captar a tensão do livro 😉 Depois quero saber o que você achou. Beijos!

  2. Lulu, um dia verei Psicose. Tenho um pouco (muito, bastante, demais) medo de filmes de suspense e terror, então nunca me atrevi. Uma vergonha, eu sei.
    beijo grande,
    Maira

    • Maira, Psicose é tranquilo (^_^). Bem, minha sugestão: leia o primeiro capítulo na livraria, caso se sinta confortável para continuar, adquira o livro. Fica a dica! (^_~)
      Beijos!

  3. Lulu, fiquei doida quando soube que o filme Psicose fora baseado num livro… Lembro que vi o livro na livraria e fiquei surtando em frente a mesa em que estava, à propósito estava com metade dos livros da Dark Side em destaque e eu querendo trazer todos, gosto muito do catálogo da editora, quero comprar tudo dela 😀
    Infelizmente, nunca vi o filme… Sempre quis, mas sempre: a) tive medo do filme e b) quando o medo passou, não conseguia achá-lo para comprar. Mesmo não tendo visto ou lido, acredito que a história me agradará…

    Beigos!

    • Maura, eu também (>_<) Depois de assistir ao seriado então, a vontade de ler o livro só aumentou. A editora Darkside tem edições bem bonitas, tanto as normais, como as limitadas. Do catálogo tenho vontade de ler “Os Goonies”. Recomendo que leia a obra do Bloch antes de assistir ao filme do Hitchcock (^_~). Ah, você vai gostar de “Psicose”! Beijos!

  4. Ótimo post Lulu! Esse livro e o filme, que o seguiu, trouxe para o horror um novo patamar. Agora o vilão não é um monstro do Frankenstein, vampiro ou ET, mas uma pessoa. O horror ficou mais próximo e mais real do imaginário das pessoas.

    Ps: O rapaz que interpreta o Norman do Bates Motel é muito BOM rss!!

    • Valeu, Tiago! Também acho que “Psicose” levou o gênero horror para outro patamar. O mostro da nossa realidade veio à tona *vento soprando, rs*.
      P.S. resposta: Freddie (Charlinho, para os íntimos, rs) ficou mais que bom como Norman ;D
      Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s