25 anos: となりのトトロ

Tonari no TotoroNeste ano, uma das animações mais famosas do diretor Hayao Miyazaki, Tonari no Totoro, completa 25 anos! Em 16 de abril de 1988 nasceu essa criatura simpática que virou símbolo do Studio Ghibli.

A história de Meu Amigo Totoro é bastante conhecida e acho que poucos não imergiram neste mundo encantado, onde pequenas criaturas de olhos expressivos transitam pela densa mata, um sorridente e gigantesco gato transporta elementares da natureza e uma garotinha que pronuncia errado o nome do espírito protetor da floresta chamado Torōru.

Mon Voisin Totoro foi meu primeiro contato com as animações do Studio Ghibli. Lembro que era uma tarde próxima da estação da primavera de 1998. Estava no final do ano letivo e o Monsieur Professor de História passou a animação (em VHS, com direito a risquinhos na tela >_<). Foram 86 minutos de puro encanto (*_*). Achei a narrativa de uma doçura peculiar.

E quem não tem vontade de cantar junto à musiquinha animada dos créditos \^o^/ ~ ♫ To-to-ro, To-to-ro…

Tendo em mente que o filme completou 25 anos, a beleza do desenho, a fluidez da animação, enfim, a qualidade do conjunto é impecável! A narrativa apresenta um cenário simples, momentos da vida cotidiana do interior japonês que se misturam com a imaginação infantil diante do novo, do triste, da alegria. Miyazaki é extremamente cuidadoso com suas criações e tais obras perduram, não envelhecem.

A trilha sonora ficou por conta do grande compositor Joe Hisaishi. E que união equilibrada, ele joga com cada cena, colaborando com a brincadeira das irmãs.

Eu tenho um carinho imenso por Meu Amigo Totoro, é uma animação comovente, que tranquiliza e libera sorrisos. A narrativa não tem pretensão de grandes eventos, mas ela acaba sendo surpreendente por trazer os prazeres das coisas simples da vida.

Totoro BR

T., muito obrigada pelos lindíssimos presentes (^_^) Te amo! ♥

Anúncios

4 respostas em “25 anos: となりのトトロ

    • Maura, sabe aquela animação que te deixa leve?! É “Meu Amigo Totoro” (*_*) Ah, e você vai conhecer a criatura que uso como avatar ;D Infelizmente a cena da capa do CD não tem no filme. Independente, assista e depois me diz o que achou (^_^).
      Beijos!

  1. Lulu, não conhecia esse filme dele. Vi “A viagem de Chihiro” e “Princesa Mononoke” e adorei. Realmente a narrativa dele tem essa doçura, esse toque lúdico, e não envelhecem. É como se elas tocassem num ponto imutável do homem, uma criança inocente que não morre.
    Vou procurar “Meu amigo Totoro”!
    beijo grande,

    • Amo “A Viagem de Chihiro” e “Princesa Mononoke”, ambos são incríveis!
      “É como se elas tocassem num ponto imutável do homem, uma criança inocente que não morre.” Bonito o que você disse e concordo! Sua frase se encaixa perfeitamente no “Meu Amigo Totoro”. Por isso essa animação é tão única, ela resgata a criança de cada um.
      Depois me diz o que achou (^_^).
      Beijos, Maira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s