Livro: O Grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald

O Grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald_livroSob o brilho dos loucos anos vinte ao som do jazz, em 200 páginas, Fitzgerald decepa um dos maiores mitos americano: o Sonho Americano, aquele sonho que vira pesadelo. Publicado em 1925, O Grande Gatsby está entre os clássicos da literatura americana. Na época de sua publicação, a novela não fez o sucesso esperado pelo autor e críticos.

Na América dos anos 20, logo após a grande guerra, o narrador, Nick Carraway, deixou sua cidade natal para se estabelecer em Nova York e ingressar no negócio de títulos. Preferindo não viver na cidade, ele se muda para West Egg, Long Island. Um bairro onde seu vizinho mais próximo, Jay Gatsby, organiza festas luxuosas em sua igualmente suntuosa mansão.

Gatsby é um personagem misterioso. Alguns dizem que ele foi espião. Outros ouviram que ele realiza atividades questionáveis. Ninguém sabe realmente de onde vem sua fortuna. O personagem título rapidamente se torna amigo de Nick e pede sua ajuda para aproxima-se de Daisy Buchanan, seu grande amor, que agora está casada com o rico (e fascista) Tom Buchanan.

Apesar do título, Gatsby leva algum tempo para aparecer. A novela é lenta para iniciar, no entanto, quando descobrimos Gatsby, a história começa a caminhar com mais ritmo. Tudo aconteceu há dois anos, o relato de Nick, a retrospectiva da história, durou quatro meses, entre a primavera e o outono de 1922, neste lugar perto de Nova York à beira-mar.

Pelo pouco que li sobre F. Scott Fitzgerald, ele e sua esposa viviam uma vida de festas, glamour e bebidas. Ele disse uma vez: “Às vezes não sei se eu e Zelda existimos de fato ou se somos personagens de um de meus romances”. O Grande Gatsby critica o egoísmo da sociedade e da obsessão pela fama e dinheiro. A novela é uma sequência de amargura, tristeza e realizações vazias. Por isso, acredito que Fitzgerald caiu na armadilha do que ele sentia aversão.

Então, achei o clássico americano bom, não foi um livro que me afetou, não fiquei apaixonada pela narrativa, mas o achei interessante, gostei como Fitzgerald pinta seus personagens em pequenos toques, o talento da escrita do autor, principalmente nas frases de Nick, e a critica entre as entrelinhas.

.

Título: O Grande Gatsby
Título original: The Great Gatsby
Autor: F. Scott Fitzgerald
Tradução: Vanessa Barbara
Editora: Penguin (selo da Companhia das Letras)
Páginas: 256 (em média 50 páginas de estudo acadêmico)
Ano: 2011

.

  • Adaptação Cinematográfica:

The Great Gatsby_filme

Esta adaptação do famoso romance de F. Scott Fitzgerald, dirigido por Baz Luhrmann, fez leitores que ainda não tinham lido o clássico americano a lerem *eu sou uma delas*. Eu gostei bastante do filme! Principalmente dos momentos (troca intensa de olhares e os suaves toques) entre Daisy e Gatsby, que faz qualquer um suspirar. Achei adaptação ótima, muito fiel, uma versão ousada, animada, visualmente glamorosa, o jogo de câmera dançando conforme a música. Até sai do cinema com vontade de dançar, rs. Porém a maioria das músicas da trilha sonora não casou bem com a década em questão, mas gostei da música tema “Young And Beautiful”, cantada por Lana Del Rey, que é belíssima. Outro ponto negativo, o relacionamento entre Nick e Jordan Baker não foi desenvolvido. É a personagem feminina mais interessante da narrativa por ser uma mulher livre. Por outro lado, o elenco e a produção estão de parabéns, todos foram fantásticos. Só que eu tenho que destacar o Leonardo DiCaprio. Como li a novela antes de assistir ao filme, nas cenas de DiCaprio, pensei que estava lendo alguma passagem do livro. Ele foi simplesmente perfeito como Gatsby.

Outras adaptações do clássico de F. Scott Fitzgerald: The Great Gatsby (1926) – dirigido por Herbert Brenon, The Great Gatsby (1949) – dirigido por Elliott Nugent, The Great Gatsby (1974) – dirigido por Jack Clayton e The Great Gatsby (2000) – dirigido por Robert Markowitz.

Anúncios

6 respostas em “Livro: O Grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald

  1. Oi, Lulu!
    Temos mesmo opiniões parecidas sobre o livro e o filme. Para mim também o livro não é um dos melhores já lidos, mas gosto da história. Na nova adaptação cinematográfica, só as músicas me incomodaram. E o DiCaprio está perfeito!
    Sobre “A Acabadora”, ainda não li. A Paty do grupo dos sensuais já leu. Talvez ela possa te dar mais detalhes do livro.
    bjo

    • Michelle, será que fomos com muita sede ao pote?! No futuro, com certeza, lerei outras obras do Fitzgerald, estou de olho em ‘Os Belos e Malditos’ e ‘Suave é a Noite’ (lindo título).

      Vou dar uma olhada no blog da Patrícia (^_^).

      Bjs!

  2. Lulu, eu amei a escrita do autor, quero inclusive ler mais coisas dele, acho legal que esse livro é sempre assim: alguns preferem a história, outros preferem a escrita… Ainda não vi o filme mas estou bem curiosa. Beijinhos!!! =)

    • Pois é, não amei o livro, mas eu também gostei da escrita do Fitzgerald. Também quero ler outras coisas do autor. Estou de olho em ‘Os Belos e Malditos’ e ‘Suave é a Noite’. Lua, quando tiver oportunidade assista! Visualmente é bem agradável (e tem o Leo \o/, rs). Beijinho pra você e pra Olívia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s